Ancesttral – “Web of Lies” (2016)

Após 9 anos do lançamento de seu primeiro álbum, o Ancesttral lança seu segundo full-length e firma seus passos em um caminho promissor. Certamente é um prazer quando me deparo com um trabalho tão primoroso e de tanta qualidade como este, ainda mais por se tratar de um álbum nacional e que só acrescenta qualidade ao nosso underground.

Sua música transpira o Thrash Metal da velha guarda ao mesmo tempo em que a crueza e solidez do Heavy Metal tradicional permanece embutida nos solos e riffs bem construídos, alicerçados pela excelente execução da cozinha.

Em “Web of Lies”, o Ancesttral apresenta bastante maturidade e segurança em seu som. Já na faixa inicial, percebemos o calibre da banda, que expressa seu nível profissional através de groove, peso e energia em suas composições. Linhas vocais inteligentes e melodias bem elaboradas que extraem uma boa performance da voz de Alexandre Grunheidt são uma constante no álbum.

Um outro ponto positivo, e que sempre merece ser destacado, é o uso do bom senso na hora de expor a qualidade técnica da banda, algo que se reflete na criação das músicas. A dinâmica das faixas tem boa fluência e gera destaque de algumas músicas.

Você começa a ouvir o álbum despretensiosamente e o som começa a se espalhar e tomar conta da sua mente, como se criasse raízes que vão penetrando seu cérebro cada vez mais profundo. Percebemos essa propriedade em faixas como “Massacre” e “Web of Lies”. “Threat to Society”, “Pathetic Little Liars” são exemplo de faixas que te prendem já de inicio e valorizam bem o groove entre melodia e riff.

Pra quem vinha aguardando um novo trabalho do Ancesttral, esse álbum compensa e muito toda a espera!!!

 

Anúncios